5 de dezembro de 2008

Lições de Santa Catarina

.
Seminarista em Ituporanga, meu amigo Leandro Longo me enviou um texto por e-mail. Sobre a dor catarinense de agora a pouco, que ele vê de perto, escreveu:

Fico calado e comovido com a generosidade do povo que se solidariza com quem mais precisa. Reforço aqui meu apelo de que todos possam doar não o que sobra, mas o que realmente ajuda o nosso irmão a sobreviver. (...)

Que esses acontecimentos nos ajudem a refletir sobre o vazio que o acúmulo do ter mais nos traz. Uns poucos têm muito. Milhões trabalham tanto e quase nada possuem e da noite pro dia perdem tudo.

25 de novembro de 2008

Outro

.
Já até mandei o carro pra revisão, pois o coitado não agüenta mais tanta carreata!

18 de outubro de 2008

Adultos

.
Faz muito sentido o que escreveu Simone de Beauvoir: “Um adulto é somente uma criança com mais idade”.

3 de setembro de 2008

Declaração Universal dos Direitos dos Animais

.
Em 1978, a UNESCO aprovou a Declaração Universal dos Direitos dos Animais, assinada por vários países, inclusive o Brasil. Porém, tantos anos depois, fica a pergunta: será que os bichos têm seus direitos respeitados?

Declaração Universal dos Direitos dos Animais

Art. 1º - Todos os animais nascem iguais perante a vida e têm os mesmos direitos à existência.

Art. 2º - O homem, como a espécie animal, não pode exterminar os outros animais ou explorá-los violando este direito; tem obrigação de colocar os seus conhecimentos a serviço dos animais.

Art. 3º - Todo animal tem direito à atenção, aos cuidados e à proteção do homem. Se a morte de um animal for necessária, deve ser instantânea, indolor e não geradora de angústia.

Art. 4º - Todo animal pertencente a uma espécie selvagem tem direito a viver livre em seu próprio ambiente natural, terrestre, aéreo ou aquático, e tem direito a reproduzir-se. Toda privação de liberdade, mesmo se tiver fins educativos, é contrária a este direito.

Art. 5º - Todo animal pertencente a uma espécie ambientada tradicionalmente na vizinhança do homem tem direito a viver e crescer no ritmo e nas condições de vida e de liberdade que forem próprias de sua espécie. Toda modificação deste ritmo ou destas condições, que forem impostas pelo homem com fins mercantis, é contrária a este direito.

Art. 6º - Todo animal escolhido pelo homem como companheiro tem direito a uma duração de vida correspondente à sua longevidade natural; abandonar um animal é ação cruel e degradante.

Art. 7º - Todo animal utilizado em trabalho tem direito à limitação razoável da duração e intensidade desse trabalho, alimentação reparadora e repouso.

Art. 8º - A experimentação animal que envolver sofrimento físico ou psicológico é incompatível com os direitos do animal, quer se trate de experimentação médica, científica, comercial ou de qualquer outra modalidade; as técnicas de substituição devem ser utilizadas e desenvolvidas.

Art. 9º - Se um animal for criado para alimentação, deve ser nutrido, abrigado, transportado e abatido sem que sofra ansiedade ou dor.

Art. 10º - Nenhum animal deve ser explorado para divertimento do homem; as exibições de animais e os espetáculos que os utilizam são incompatíveis com a dignidade do animal.

Art. 11º - Todo ato que implique a morte desnecessária de um animal constitui biocídio, isto é, crime contra a vida.

Art. 12º -
Todo ato que implique a morte de um grande número de animais selvagens, constitui genocídio, isto é, crime contra a espécie. A poluição e a destruição do ambiente natural conduzem ao genocídio.

Art. 13º - O animal morto deve ser tratado com respeito; as cenas de violência contra os animais devem ser proibidas no cinema e na televisão, salvo se tiverem por finalidade evidenciar ofensa aos direitos do animal.

Art. 14º - Os organismos de proteção e de salvaguarda dos animais devem ter representação em nível governamental. Os direitos dos animais devem ser defendidos por lei tal como os direitos humanos.

Fonte: http://www.ibge.gov.br/ibgeteen/datas/animais/direitos.html

14 de agosto de 2008

Involução

.
Se caminha e não é sincero não anda. Não é porque tem um sentido que é obrigatoriamente "pra frente".

24 de julho de 2008

Um post para Duda

.
Pode reparar: na falta de uma mão estendida, sempre há a pata felpuda de um bicho.

16 de julho de 2008

1º post

.
Ainda estou pensando sobre o que escrever aqui. Gostaria muito de falar sobre futebol, mas será que conseguiria não falar só do São Paulo? De todo modo, quero registrar os primeiros visitantes: Mari e Sandro.

Ainda vou mexer bastante no layout. Aí, se ficar legal, eu divulgo: quem sabe não encontro adeptos?